Marketing de sucesso: primeiro o conceito, depois a implementação

por Carlos Torres
Marketing de sucesso: primeiro o conceito, depois a implementação

Restricted Content

To view this protected content, enter the password below:

Restricted Content

To view this protected content, enter the password below:

Restricted Content

To view this protected content, enter the password below:

Por que o marketing é essencial para o desenvolvimento do seu negócio, como estruturar sua estratégia de marketing, quais etapas devem ser tomadas: neste artigo, você encontrará respostas relevantes para todas essas questões-chave.

Por que uma empresa deve levar o marketing a sério?

O marketing empresarial é um assunto complexo que costuma ser um grande desafio. Não é incomum que os tomadores de decisão de negócios dêem a isso uma importância secundária porque seu tempo e orçamento são preciosos para eles e são dedicados ao desenvolvimento do produto ou serviço. A questão das estratégias de marketing adequadas e de sua implementação bem-sucedida por meio de campanhas personalizadas geralmente surge apenas quando os gerentes e líderes de negócios enfrentam os desafios do mercado. Pode ser por falta de visibilidade ou influência de concorrentes que reagem mais rápido. É neste ponto que as vozes geralmente começam a se elevar: “Precisamos urgentemente de uma estratégia de marketing!”.

Marketing

Imagem de Joseph Mucira por Pixabay

Em muitas empresas, o marketing é realizado apenas em resposta, ou seja, mais como resultado do acaso e espontaneamente em resposta a uma necessidade. A questão da utilidade, prazo e orçamento é frequentemente perdida ou não é tratada pelas partes interessadas. As razões para isso são, em parte, a falta de experiência de gestão ou má gestão do tempo, já que a organização do dia a dia da empresa muitas vezes perde prioridades. Como resultado, as estratégias ou medidas não são suficientemente coordenadas, fracassam com os clientes e se mostram ineficazes. Sem estratégia, análise e as medidas corretas, o marketing empresarial permanecerá ineficaz, não importa quão pequeno seja.

Os tomadores de decisão de negócios devem, portanto, se fazer as seguintes perguntas desde o início:

  1. O objetivo já foi estabelecido?
  2. Os objetivos de marketing estão definidos?
  3. Existe uma estratégia para isso?
  4. Foi desenvolvido um plano de marketing para implementar a estratégia?
  5. As medidas de marketing são aplicadas de maneira estruturada?
  6. Os resultados esperados foram alcançados?

Se os chefes de departamentos ou empresas responderem “Não” a muitas dessas perguntas, isso é uma indicação clara de que a empresa precisa trabalhar ativamente em suas medidas de marketing.

O que é estratégia de marketing, afinal?

“Estratégia de marketing” significa, por definição, um plano de longo prazo para atingir os objetivos de marketing. Neste contexto, os objetivos devem ser consistentes com os da empresa e podem ser determinados por segmentação de mercado ou estudo de mercado.

Uma estratégia de marketing permite que uma empresa não apenas defina uma direção, mas também um caminho concreto, por exemplo, para atingir um volume de negócios ou certo nível de visibilidade da marca em um determinado período de tempo. Para isso, é essencial formular objetivos claros que devem ser alcançados tanto a curto como a longo prazo. Nesse contexto, o curto prazo está entre um e dois anos, enquanto a estratégia de longo prazo está entre três e cinco anos.

Os líderes empresariais devem, portanto, reavaliar seus princípios orientadores e determinar se devem se comercializar como um produtor sustentável ou um visionário inovador. Soma-se a isso a questão de saber se as estratégias de marketing e planejamento devem ser desenvolvidas internamente ou terceirizadas para prestadores de serviços externos.

Uma estratégia de marketing só pode ser bem-sucedida se for feita sob medida para o negócio. Por isso, é necessária uma análise a montante da situação da empresa, bem como resultados claramente definidos decorrentes dos objetivos traçados. Por exemplo, se o objetivo é melhorar a imagem da empresa, a estratégia deve explicar em que consistiria a apresentação clara da empresa, por dentro e por fora. As etapas práticas de implementação devem ser estabelecidas no plano de marketing. Ao final dele, a equipe de controle de marketing ou o chefe da empresa deve verificar se o resultado é positivo.

Muitos estrategistas estão usando a ferramenta SWOT

Quatro letras, e muito valor agregado: o termo SWOT vem do inglês e significa “Strength (Forças)”, “Weakness (Fraquezas)”, “Opportunity (Oportunidades)” e “Threat (Ameaças)”. Esta estratégia facilita determinar as características da empresa e verificar se prevalecem os fatores positivos ou negativos. A análise SWOT é um método de planejamento estratégico que representa a primeira etapa no desenvolvimento da estratégia. Seu resultado informa aos tomadores de decisão da empresa em que eles precisam estar estrategicamente focados.

Por exemplo, no caso de uma análise interna de negócios, todas as características que representam pontos fortes ou fracos específicos devem ser identificadas. O mesmo método se aplica à análise de mercado e análise de cliente. De modo geral, a análise SWOT ajuda as empresas a desenvolver suas próprias estratégias. Para fazer isso, precisamos mobilizar os recursos e orçamento adequados e questionar a eficácia das medidas. É uma parte essencial do plano de negócios que apoia a direção da empresa.

A prática deste método é muito simples: as características e avaliações são inseridas em uma tabela ou matriz. Assim, a gestão da empresa pode identificar, num relance, áreas que requerem atenção especial para melhor explorar o potencial ou reduzir os riscos.

Sem metas nada dará certo

Uma estratégia deve sempre ser formulada de forma a permitir uma mudança efetiva em favor da empresa. No entanto, o sucesso de um “atirador” depende não apenas do alvo, mas também, em última análise, do resultado. Este requisito também se aplica ao marketing de sucesso. Os especialistas aqui fazem a diferença entre os objetivos operacionais e os objetivos estratégicos. Quanto mais definidos estiverem em termos de volume de negócios, número de peças ou mesmo imagem ou nível de visibilidade, mais fácil será posteriormente verificar se o planejamento de marketing e as atividades relacionadas foram eficazes.

A aquisição de clientes é um dos objetivos operacionais. Assim, uma estratégia orientada para este objetivo deve especificar o número de novos clientes a adquirir ou definir uma percentagem a atingir num determinado período de tempo. Logicamente, a fidelidade do cliente é outro objetivo operacional. Diante disso, as estratégias de marketing são atraentes, ainda que, segundo especialistas, cerca de 20% dos clientes “ativos” da empresa gerem quase 80% do faturamento. Se quisermos acreditar que adquirir novos clientes requer muito mais recursos do que reter os clientes existentes, é melhor investir tempo e dinheiro em estratégias de marketing bem pensadas que visam construir a fidelidade do cliente.

Toda estratégia exige um plano

Plano de Marketing

Imagem de Borko Manigoda por Pixabay

Os profissionais de marketing de uma empresa podem se parabenizar quando o trabalho estiver concluído. Como efeito, isso significa que as análises foram realizadas, os objetivos e resultados foram definidos e o orçamento foi decidido. O próximo passo é integrar todas as medidas necessárias em um todo, criando um método coerente e desenvolver um plano de marketing. Você precisa de uma estrutura definida, incluindo todas as atividades planejadas, para fazer isso. O plano de marketing responde sempre às questões relativas aos objetivos perseguidos pela empresa, aos meios utilizados e aos prazos, e inclui os seguintes elementos:

  • Tipos de ações
  • Cronograma
  • Orçamento

Assim, nasce um plano de ação, traçando um fio condutor a seguir. Na verdade, o ativismo cego é caro. Só então os profissionais de marketing terão uma visão geral e poderão intervir de maneira adequada. Finalmente, deve-se avaliar se as medidas de marketing foram eficazes e bem-sucedidas.

Ao estabelecer um plano de marketing, é necessário distinguir o planejamento estratégico de longo prazo do planejamento operacional. O primeiro enfoca os objetivos de longo prazo do negócio e define as ações a serem tomadas em conformidade. A segunda diz respeito ao desenho prático de cada uma das ações a serem realizadas e as subdivide em diferentes áreas. Por exemplo, o planejamento operacional na área de comunicação gira em torno de eventos, publicações regulares em redes sociais, etc. O planejamento de campanha é, portanto, central para o plano de marketing. A ideia aqui é implementar os objetivos de marketing, observando as tendências do mercado.

Resumindo, é tudo uma questão de publicidade?

“Qualquer pessoa que pare de anunciar para economizar dinheiro pode facilmente parar o relógio para economizar tempo” disse Henry Ford (industrial e gigante dos negócios americano).

Mais uma vez, concentre-se na utilidade das estratégias de marketing sustentáveis. Na verdade, a famosa citação de Henry Ford destaca o que acontece em muitas empresas: economizar no lugar errado! O inverso é verdadeiro: as empresas só terão sucesso no mercado e superarão seus concorrentes se orientarem seu marketing de acordo com os seguintes princípios:

  • Análise
  • Definição dos objetivos
  • Planejamento
  • Identificação de figuras-chave
  • Avaliação de sucesso

É por isso que vale a pena que os proprietários de empresas ou profissionais de marketing tenham uma abordagem holística e sempre façam as perguntas certas:

  1. Quem é o meu público-alvo?
  2. Quais são as necessidades deles?
  3. De que forma os produtos ou serviços podem ser oferecidos?
  4. É possível, eventualmente, encontrar patrocinadores ou investidores?

As empresas que pensam de acordo com esse conceito sabem que o marketing não funciona com um clique do mouse, mas requer tempo, preparação e controle. No final, você colherá recompensas por suas atividades de marketing estratégico, mesmo que precise fazer um orçamento primeiro.

Artigos Relacionados